Sustentabilidade

Recursos naturais e resíduos

AES Tietê é a primeira empresa da América Latina a receber certificado ISO 55001

Desde 2011, a geradora economizou, em média, R$ 7 milhões por ano com despesas operacionais

A+ A-

O ABS Quality Evaluations, Inc. (ABS QE), que fornece certificações especializadas de sistemas de gestão e a entrega de serviço, certificou a AES Tietê com a norma ABNT NBR ISO 55001, no escopo Operação e manutenção de usinas hidrelétricas e pequenas centrais hidrelétricas. A nomeação resulta da auditoria nos processos da empresa, que consistiu na verificação da aderência na documentação e práticas da companhia aos requisitos da norma.

A AES Tietê é a primeira empresa da América Latina a conquistar certificação da norma. “Estamos muito orgulhosos com essa importante conquista, que nos faz mais uma vez pioneiros. Preparada para os desafios presentes e futuros, a AES Tietê possui agora um sistema de gestão de ativos físicos com gabarito para se tornar benchmark no setor”, relata Ítalo Freitas, vice-presidente de Operações da Geração da AES Brasil.

A aplicação do sistema de gestão de ativos na AES Tietê necessitou de um aculturamento de liderança e equipe operacional, com base em avaliações de desempenho dessas implementações e resultados, com objetivo de superar a operação em conformidade até atingir o engajamento em performance. Houve ainda otimização na operação e aumento na efetividade de equipamentos e, toda e qualquer tomada de decisão é embasada em fatos e dados. É importante ressaltar que todas essas movimentações de processos foram realizadas sempre com foco em segurança.

“A base de controle de risco agora é outra. Antes, uma manutenção bem sucedida era um conserto feito de forma rápida. Agora, isso mudou para uma cultura de evitar que essas falhas ocorram. Para isso, é importantíssimo conduzir análises das causas para não facilitar recorrências, já que os coordenadores e técnicos da AES Tietê trabalham com indicadores.”, completa, Ítalo.

O projeto de Gestão de Ativos da AES Tietê atrela melhoria nas operações com redução de despesas. A companhia reportou, em 2013, R$ 225 milhões em custos de OPEX - Operational Expenditure -, no ano passado, esse valor caiu para R$ 203,9 milhões. Em 2015, o gasto operacional da geradora está previsto em R$ 189,2 milhões. Desde 2009, as paradas forçadas das usinas hidrelétricas e PCH’s (Pequena central hidrelétrica) da AES Tietê caíram 78%.

Em evento sobre os principais requisitos da norma, seu processo de implementação e certificação, Ítalo Freitas destacou a importância de cuidar dos reservatórios de uma forma consciente e com habilidade. Utilizando inovação, eficiência e tecnologia, que faz parte do jeito AES de ser, para gerar energia confiável e manter uma relação equilibrada com o meio ambiente.   “A certificação da ISO 55001 representa uma conquista na garantia do cumprimento da estratégia da AES Corp  e na excelência operacional da empresa. Essa certificação e os indicadores que estão sendo apresentados, mostram que todos o esforço não foi em vão e que hoje a AES Tietê é referência no mundo em Gestão de Ativos”, completa.

Saiba mais sobre a eficiência no uso de recursos naturais na AES Tietê, clique aqui!

Notícias relacionadas

Recursos naturais e resíduos

Economia circular em foco

AES Eletropaulo participa do 1º Congresso de Sustentabilidade Corporativa

Recursos naturais e resíduos

Especial Meio Ambiente ? Além da consciência ambien...

Conheça algumas práticas socioambientais da AES Eletropaulo

Recursos naturais e resíduos

Gestão de resíduos sólidos é pauta em encontro de municípi...

Recicle Mais, Pague Menos, da AES Eletropaulo, é destaque como solução inovadora em reciclagem

Houve um problema no envio da mensagem.
Por favor, tente novamente.